As emocionantes aventuras de um sysadmin linux na procura pelo uptime perfeito!

Barba na navalha é o que há.

Posted: outubro 13th, 2009 | Author: coredump | Filed under: Pessoal, Produtividade | Tags: ,

Eu costumava fazer barba em barbearias. Não salões, mas sim barbearias. Aqui em Brasília eu sempre fiz barba no Onofre, principalmente o do sudoeste. Isso porque eu sou chato com a minha barba, ela não é muito cheia nem nada, mas eu gosto de usar barba e acertar o formato que eu gosto de deixá-la não era simples. Só que cada barbeada numa boa barbearia custa uns 20 reais, e ainda depende de ir até o lugar o que pode ser complicado as vezes.

Claro, eu posso me barbear em casa, mas aqueles aparelhos de barbear elétricos não servem para barbas com formato como a minha, e as soluções descartáveis são absurdamente ruins, e eu terminava com pelos encravados e pele irritada.

Foi então que lendo o Art of Manliness que eu me lembrei de que meu pai se barbeava usando aqueles aparelhos antigões, que usam lâminas. O blog tem até um guia “How to shave like your grandpa“, que inspirou o Marco Aurélio do Jesus me Chicoteia a fazer algo parecido e criar uma série de três posts sobre o assunto: um, dois, três. Ele ainda foi mais longe e fez um vídeo explicando a parada.

Inspirado pela novidade e tentando resolver meu dilema bárbico, pedi pra minha digníssima procurar em SP os aparelhos, visto que em Brasília a chance de achar os mesmos era próxima de zero. Ela achou e por algumas semanas eu usei a safety razor, ou navalha de segurança, ou ainda, aparelho de barbear de velho.

Além disso, adquiri no Submarino um aparelho para aparar a barba da Wahl. Modelo 9966 ou Mini Groom. Ele está esgotado no momento mas recomendo, essa maquininha é bem simples de usar, gasta pouca pilha e é pequena o bastante para levar em viagens sem ser pequena demais para aparar um rosto inteiro.

Essa semana resolvi tentar algo diferente. A safety razor faz uma barba boa, mas ainda é difícil de controlar algumas coisas como fazer uma linha reta na barba, mais porque a lâmina fica escondida e as vezes não alcança o quanto devia. Dito isso resolvi recorrer ao Art of Manliness denovo e ao guia “The ultimate Straight Razor shaving guide“.

Claro, achar uma navalha boa é uma missão inglória aqui no Brasil. Eu vou realmente ter de encomendar no eBay ou coisa assim. Mas enquanto procurava os outros barbeadores a digníssima achou um navalhete e achou que eu acabaria gostando da coisa. Ou isso ou ela planeja me degolar, mas eu vou ir com a primeira opção. Por enquanto, pelo menos. :P

O que é um navalhete, você pode ter se perguntado e procurado no google. Basicamente, é uma navalha, mas com um dispositivo onde você pega uma lâmina (daquelas que você usa no barbeador de velho), corta no meio e usa essa metade para fazer a lâmina do navalhete. Olha aqui uma foto. Quem frequenta salões de beleza ou barbearias vai reconhecer que a maioria dos profissionais usa isso hoje em dia, porque isso faz com que a navalha use uma lâmina descartável.

De posse do navalhete, fui a guerra. Umideci uma toalha de rosto e deixei no microondas por 2 minutos, ficou tinindo de quente e coloquei no rosto por um tempo. Maravilha, deixou a barba mais macia e tal. Barbearias tradicionais/famosas como a Barbershop fazem a mesma coisa. Além dessa dica da toalha quente, descobri que a técnica de se limpar a navalha num bolo de papel higiênico é bem melhor para navalhas que usar agua da torneira como fazia com o barbeador de velho ou mesmo com os descartáveis de antigamente.

Depois de fazer todo o ritual, ou seja, barbear no sentido de crescimento do pelo, depois perpendicular ao crescimento do pelo e finalmente ao contrário do crescimento do pelo, a barba ficou retinha e simétrica e o rosto ficou liso como ficava depois das idas ao barbeiro. Com o bônus: sem pelos encravados, irritação da pele ou cortes.

Tá bom, teve um corte, mas só porque eu ainda estou me entendendo com raspar o bigode sem encostar na bochecha. Mas acho que pra isso eu tenho de emagrecer.

No final das contas:

  1. Navalha: Barato (cinco lâminas dão pra 10 barbeares e custam 3 reais), a barba fica rente e simétrica, demora mais tempo que os outros métodos, irrita menos e deixa menos pelos encravados.
  2. Barbeador/Safety Razor: Barato (uma lâmina por barbear), barba fica rente mas é difícil dar simetria, demora um tempo médio, sem irritação ou pelos encravados.
  3. Barbeador descartável: Caro (quatro lâminas de Mach 3 custam uns 20 reais e dão para umas 3 usadas), barba fica horrível, difícil de dar simetria, demora o menor tempo entre os métodos, irrita e encrava pelos.

Se eu pensar em alguma coisa a mais, coloco em outro post.

intel

PS: Na verdade, o navalhete é bem prático então nem sei se eu vou realmente comprar uma navalha original e tal no eBay. Ela tem de ser afiada, depende de usar pedra de amolação e aqueles strops de couro. O navalhete é prático e funciona igual, então ainda vai rolar um pensamento sobre o assunto. Talvez eu compre um navalhete de melhor qualidade, porque o que eu uso é meio level demais.

Compartilhe:
  • Digg
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Slashdot
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • TwitThis
  • Identi.ca
  • Twitter

Nenhum post relacionado.

4 Comments »

4 Comments on “Barba na navalha é o que há.”

  1. 1 caio1982 said at 8:47 on outubro 20th, 2009:

    Então… eu também ia de vez em quando numa barbearia próxima ao Mercado Municipal aqui de Curitiba, o cara era muito bom e fazia uma barba de alta qualidade apesar da barbearia bem simples dele. Mas 12 reais por semana pra mim já era caro, imagine pagar 20 como você pagava… claro que não faço desenhos nem riscos na barba, geralmente raspo tudo.

    Lembro que uma vez um tio meu tentou me ensinar (ainda meio moleque) a usar uma navalha, mas eu simplesmente não tenho coordenação motora pra isso, infelizmente. O tal barbeiro que falei usava um navalhete e parecia bom, mas acho que eu jamais me acostumaria com isso por vários motivos, como:

    Meu pai me ensinou lá pelos 14 anos a usar um Prestobarba tosco de 1 real mesmo pra fazer o bigode e o cavanhaque que já apareciam… ele é do interior de SP, macho pra caralho, tinha a moral de fazer a seco e ainda tacava álcool comum no fim. Eu fazia igual, achava que era assim que se fazia mesmo :-D

    Logo depois lançaram o Mach 3, comprei e virei usuário na hora basicamente porque pra mim dura bastante, não considero tão caro e porque não tenho coordenação pra navalha, infelizmente :-( tenho redemoinho no pescoço, um lado do meu queixo cresce de lado o pêlo e tenho umas 3 pintas sob a barba, então pra mim facilita ter mais controle. Só que ainda teimo de escanhoar, legado do meu pai também, e sei que complica um pouco mas é o melhor resultado que consegui até agora hehe…

    Já tentei usar barbeadores elétricos emprestados, na esperança de ser foda, e não achei tão vantajoso. Eu sou preguiçoso, não faço mais que 1 barba na semana (mais se estou muito empolgado ou está calor). Fazer com aparelhos precisaria perder muito tempo e não ficaria tão bom, IMHO. Provavelmente ia precisar “completar” com algo além dele.

    Já até pensei em laser, ficar 6 meses sem barba nenhuma, mas parece caro, meio viadinho e nunca vi alguém com saldo positivo pra conferir. Em geral no inverno deixo ela grande por questões climáticas da região, mas é duro convencer a patroa que isso faz diferença :-)

    Dúvidas de padawan: 1) o ritual pra usar navalha/navalhete/whatever é mesmo demorado? gosto de barbas rápidas mas sem levar tanto a perfeição, por isso eu gostava tanto de ir no tal barbeiro; 2) a lenda de se matar com navalha é verdade ou é coisa do passado e os aparelhos de hoje são mais decentes? gostei da “navalha pra velhos” e 3) usa algo antes ou após a barba e que faça realmente alguma diferença que não seja estética? pra mim, até hoje, barba debaixo do chuveiro ou a seco mas com espuma boa é a melhor combinação, não me acostumei a outras formas (por rapidez) e passo um pouco da própria espuma de barbear depois (funciona pra mim, loções irritam muito).

    Eu queria saber usar uma navalha de forma rápida e segura :-(

  2. 2 caio1982 said at 8:57 on outubro 20th, 2009:

    Hmm gostei dessas safety razors, algum comentário ruim delas? Demora muito com uma, o que seria tempo média com ela? Qual o nível de HP e mana exigidos pra usar uma?

  3. 3 Sheldon said at 11:45 on outubro 20th, 2009:

    Quando li os artigos do Jesus me Chicotei há alguns meses, também fiquei muito empolgado. Sempre achei sacal e muito caro fazer barba, sempre a fazia da forma mais rápida possível. Queria uma alternativa, ao menos mais barata, sempre me senti meio ridículo de pagar o absurdo que são os refils destes barbeadores modernos. Pos bem, após ler os artigos, fiquei entusiasmado de transformar o ritual em algo não-tão-chato. Procurei vários Safety Razors, porque fiquei meio receioso de usar a navalha, mas nunca achei um que fosse suficientemente barato pra eu usar como teste. Certo dia, andando pelo centro de Recife, achei um navalhete, e as lâminas custavam apenas R$0.60 o pacotinho da Fiat Lux com 5, que dá para 10 barbas, como o coredump já descreveu.

    Pois bem, a experiência mudou bastante, hoje nao fico me lamentando que tenho que fazer a barba, é uma atividade bem divertida até. Eu tenho pouca barba, então uma vez na semana é suficiente, sempre nos finais de semana.

    No começo eu me cortava bastante, mas rapidamente você pega o jeito, e faz umas 3 ou 4 barbas que nao tenho nenhum corte (não comecei há muito tempo).

    A região do pescoço ainda fica bastante irritada, possivelmente porque faço do jeito errado ou porque as lâminas são ruins, ainda tenho coisas a aprender. Na questão da qualidade, acho que na região do pescoço também não fica tão rente, mas ainda desconfio que é por inabilidade minha. Ainda não tentei a “técnica da toalha quente”, mas testarei da próxima vez, quem sabe melhora. Após o banho quente, não senti diferença.

  4. 4 Vinicius said at 1:20 on junho 6th, 2010:

    Não vou escrever um texto gigante que sei que ninguém vai ler nem sequer até a metade. Comecei a fazer barba com navalha há um mês e estou achando bem melhor. Encrava bem menos e acaba se tornando divertido pois é um desafio fazer sem se cortar e o resultado é bem melhor. Depois finalizo com um barbeador elétrivo e fica perfeito. É ridículo o preço de barbeadores descartáveis. Até parece que o governo quer que o povo ande que nem o presidente rsrsrsrsrs. Macho que é macho faz barba com navalha.


Leave a Reply