As emocionantes aventuras de um sysadmin linux na procura pelo uptime perfeito!

LinuxCon Brasil 2010 – Dia 1

Posted: setembro 1st, 2010 | Author: coredump | Filed under: Linux e Open Source | Tags: , , ,

Depois de algum tempo sem ir a eventos de SL eu finalmente me animei a ir ao LinuxCon. Não vou negar que a presença do Linus, Andrew Morton e Jon Corbet da LWN não contaram na decisão, claro, é por isso que eles são chamados keynote speakers.

Primeiro dia, cheguei mais o fike já no final da palestra sobre MeeGo, mas nem senti muito porque o assunto não é láááá esse meu interesse todo (ojeriza a QT dá nisso). Eu meio que assisti a fala do Ian Pratt do Xen Project sobre os novos rumos do Xen e quando terminou tudo que eu conseguia pensar era em KVM. Ele meio que me perdeu quando mostrou a Virtualização para Notebooks. A idéia é boa? É boaish… Mas tem formas menos overkill de implementar, me parece.

A keynote seguinte foi o bate papo entre Linus Torvalds, Andrew Morton e Jim Zemlin da Linux Foundation, foi bem interessante, cheio de coisa que estamos carecas de saber mas que imagino tenha sido a primeira vez que muita gente tenha visto e em alguns casos como o meu foi a primeira vez que eu vi ao vivo, como por exemplo o fato do Linus ser um tosco :) Mas ele fez o que pode para ser simpático e vencer a timidez que lhe é característica, imagino que por ser uma das raras visitas ao Brasil ele se dobrou para ser um pouco mais public relations, deu autógrafos, posou para algumas fotos (não para todas, tinha muita gente).

Andrew Morton e Coredump

Andrew Morton, coredump e boné do debian

O Andrew Morton foi menos assediado, consegui uma foto com ele para minha coleção tiete.

O problema do assédio é bem complicado. Por um lado, o Linus tinha de entender que existem pessoas que vão tentar tirar fotos e conversar e pedir autógrafos e tal. Pelo outro lado, isso deve ser um SACO, e a incapacidade de se locomover por um evento pode ser um ótimo motivo para nunca mais voltar. Na verdade, me disseram que na convenção da Austrália espalharam cartazes pedindo para não aporrinharem demais o coitado se quisessem que ele voltasse.

Vem com a fama. Não imagino que ele queria ser famoso quando ele escolheu ser programador na verdade. Como ele mesmo disse, ele só escolheu uma profissão que garantiria que ele sempre teria dinheiro pra viver :P

Linus Torvalds

Linus, cercado e autografando

Depois do almoço acabei perdendo a palestra do Jon Corbet, no finalzinho que peguei ele falava sobre System Tap e performance counters no Linux, boas novidades para quem sente falta de um dtrace de gente grande como nós pobres sysadmins.

A palestra do Jeremy Allison foi uma grata surpresa. Ele trabalha no Google com Samba,  estava no evento como representante do projeto e é um dos criadores da parada. Ele falou muito sobre como usar o Samba em dispositivos embarcados ou produtos próprios, como interagir (e como não interagir) com o Dev Team do Samba. Também falou da preocupação com a segurança e de alguns projetos interessantes, como uma empresa (não citada) que está trabalhando com o Samba 4 para fornecer uma solução completa de substituição do Active Directory e um projeto que ele está trabalhando no Google, que também usa Samba 4 e que, de acordo com ele, se contasse teria de nos matar depois. Mas só o prospecto de Samba 4 + Google dá o que pensar né?

Abordei ele depois da palestra para conversar sobre Samba e consegui uma boa confirmação de que a versão atual no git HEAD do projeto já consegue substituir um AD com um número razoável de usuários (1500-2000) desde que não tenha relações de confiança demais, com sucesso, e que mais ou menos no meio do ano que vem o Samba 4 deve estar sendo lançado.

Chupa. Active. Directory.

Depois dessa palestra eu fiquei mais zanzando e fazendo um networking com uns conhecidos que eu não via a tempos. Otávio,  e faw do Debian, andrelop, Luiz Blanes, Corinto Meffe, Deivi Khun (esse é meu vizinho na verdade), Julio Neves, e por ai vai.

Cena engraçada e frase punk do dia:

Otávio, fike, eu, faw, andrelop e mais uns chegados parados conversando e combinando uma churrascaria

Camarada da Organização:

- E ai, vocês vão no jantar dos famosos?

Todo mundo se entreolha, faw responde:

- Claro que não, você está olhando pro chão de fábrica do software livre.

Amanhã, último dia e volta pra casa. Cheio de idéias! Compra-se dia de 30 horas para implementá-las todas!

intel

Compartilhe:
  • Digg
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Slashdot
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • TwitThis
  • Identi.ca
  • Twitter

Posts relacionados:

  1. LinuxCon Brasil 2010 – Dia 2 Continuando, o segundo dia da LinuxCon prometia ser tão interessante...
  2. FISL6.0 Minha palestra sobre Exim foi aceita no FISL 6.0 Agora...
  3. II Festival Software Livre Bahia Então. Na quinta a noite estarei indo para Salvador, participar...
  4. Novell/SuSE, Microsoft e Linux Então. Eu continuo com a purga atrás da orelha com...
  5. Fui, vi e gostei Acabei de chegar de Salvador, BA, onde fui participar do...

No Comments »

Leave a Reply