As emocionantes aventuras de um sysadmin linux na procura pelo uptime perfeito!

Vendo EeePC 4G Preto, com 2G de RAM e TUNADO

Posted: maio 8th, 2008 | Author: coredump | Filed under: Linux e Open Source | Tags:

Estou vendendo meu Eee PC TUNADO :P . Comprei ele dia 5 de abril. Ele foi aberto e adicionei internamente:

- Bluetooth
- 2 Portas USB

Em uma das portas USB internas eu coloquei um Pendrive de 4G da marca Corsair (os mais rápidos para este tipo de coisa). Ainda existe uma porta USB interna livre para futuras expansões (qualquer coisa que caiba vai funcionar).

O Mod é completamente seguro e testado, e não desabilita nenhuma porta externa ou a webcam.

Detalhes do mod estão aqui mesmo nos posts anteriores.

De resto ele é um Eee PC normal (com 2G de RAM ao invés dos 512 normais). Ele veio com Linux instalado então não possuo uma licença de XP para mandar com ele, mas eu uso dual boot nele sem problemas.(windows XP no pendrive interno, Debian GNU/Linux no SSD).

Está novo, sem arranhões e com pouco tempo de uso. Acompanha carregador e capa de neoprene originais. Tenho também um GPS USB da Hollux que comprei para ele, mas não tive tempo de mexer, mas esse é a parte (ou seja, não incluído no preço).

E antes que perguntem, eu abri o Eee PC e coloquei coisas dentro dele, por mais que eu tenha tudo testado durante 1 mês sem problemas, não existe autorizada da Asus que vai pensar em garantia :)

Interessados entrem em contato via email (jose.junior@gmail.com) ou comentários aqui para detalhes e dúvidas.

No Comments »

Mod no Eee PC: Hub USB interno com Bluetooth

Posted: abril 20th, 2008 | Author: coredump | Filed under: Linux e Open Source | Tags:

Então, criei coragem de soldar coisas e abrir o Eee PC para fazer um Mod-zinho. No fórum da Eeeuser tem um bacana (o nome de usuário dele é gospeed) que faz uns kits legais com bluetooth e duas portas extras USB, mas tem de dar 1 ponto de solda para fornecer 5v para o Hub. Ele também tem uns kits que não usam solda mas eles suportam menos componentes (tipo, só o Bluetooth).

O kit chegou na quarta feira antes da minha viagem para Minas (de onde estou postando agora, btw), então tive de pegar a noite e abrir o Eee as pressas para já poder viajar com o kit.

Então eu abri, e tirei fotinhas :) Quando eu lembrava, claro, porque abrir o dito cujo foi tão complicado que a suadeira na mão atrapalhava as fotos.

Primeiro tira a placa mãe

Esse ai é ele aberto, ali está o Celeron e como dá para notar ele não tem dissipadores. Os dissipadores são a parte de baixo do teclado. Com uma máquina que chega a 60 graus, isso pode ser bem irritante.

Depois cola e solda o mod

Nessa foto ai da para ver o mod em si. Aquela coisa preta ali na direita é o Hub, e os cabos que saem dali vão para o ponto de solda e o bluetooth.

Finalmente, corre pro abraço

E ai o mod terminado, com o notebook virado e mostrando as duas portas USB extras.

Agora eu estou esperando um pen drive de 4G e um GPS para colocar ali.

intel

4 Comments »

Debian Lenny no Eeepc

Posted: abril 8th, 2008 | Author: coredump | Filed under: Linux e Open Source | Tags: , , ,

Eu desisti de instalar o Ubuntu. Eu sempre preferi Debian mesmo então não teria razão eu mudar isso. Eu sei que é praticamente a mesma coisa mas o Debian Lenny (atual testing) está tão legalzinho – uso ele no computador do trabalho – que eu resolvi colocar no Eee PC.

Eu resolvi usar a instalação descrita no Wiki do Debian, usando a imagem do instalador criado por um cara chamado liable. A imagem dele já vem com os módulos acpi do eeepc e também com os módulos madwifi para se fazer a instalação via rede wireless (com WPA!).

O que eu usei:

Eu não vou detalhar muito a instalação não porque é a mesma coisa que instalar o Debian em qualquer lugar, o instalador tem tradução completa para português e não tem como errar (desde que você saiba ler, claro). O Grub funciona normalmente para o dual boot e não teve nada mesmo de diferente de uma instalação normal.

As peculiaridades que eu fiz:

  • Como eu fiz dual boot no SSD, eu só tinha 2G de espaço para instalar. Por isso escolhi Sistema Básico apenas na hora de selecionar o software a ser instalado. Depois eu instalei gnome e os programas que eu precisava na mão. O /home eu montei no SD.
  • Pela falta de espaço, aboli o swap. Eu tenho 2G de RAM instalada nele, não pretendo precisar de swap. Para os com menos memória aconselho usarem o swap.
  • O guia de instalação no wiki fala sobre o pacote localepurge e eu só tenho a frizar: instale o localepurge que vai ajudar um monte na economia de espaço.
  • O Gnome funciona muito bem com um painel só, lembre-se disso :)
  • Todos meus sistemas de arquivos estão usando a opção reltime para diminuir o número de escritas no disco durante operações de leitura (bizarro mas acontece, “the most stupid Unix design idea of all times”)
  • Eu também mudei a sysctl vm.dirty_writeback_centisecs para 1500. Isso faz com que o write-back cache demore mais para escrever os dados dirty (alterados) no disco.

Todos esses ‘tunings’ ai em cima estão documentados nesta página do wiki.

Agora só falta instalar uns módulos e dar uma garibada nos pacotes para remover o inútil.

intel

2 Comments »

Resenha: Asus Eee PC (e como instalar o XP)

Posted: abril 5th, 2008 | Author: coredump | Filed under: Linux e Open Source | Tags: , , , , ,

Então. Eu já tenho um notebook HP como eu disse anteriormente. Porém com o número de viagens aumentando entre eu e a minha esposa chegamos a um pequeno impasse: tanto eu quanto ela precisamos do notebook para nossos respectivos trabalhos. A primeira opção claro era comprar um notebook novo, pensamos num Acer, mas ainda parecia meio overkill porque por mais que as viagens tenham aumentado ainda passamos mais tempo aqui, com o notebook sendo sub-utilizado.

A solução veio então na minha nerdice e adquirimos um Asus Eee PC. O modelo correto é o Asus Eee PC 4G Galaxy Black. Peguei o bichinho ontem e tive um tempo para usar e já começar a fuçar um pouco, mas infelizmente minha lerdeza falou mais forte e eu esqueci o adaptador AC/DC dele no trabalho. Então vou postar aqui as impressões das horas que tive ontem MAIS a instalação do XP (que foi feita completamente com ele a base de bateria). Na loja mesmo eu pedi para trocar a memória dele para 2G, DDR2.

O Eee PC para quem não conhece é um dos chamados ‘sub notebooks’, feito pela Asus usando o projeto inicial do Classmate da Intel. Os specs dele são:

  • Processador Intel Celeron M 900 MHz (mas com clock underclocked para 650 MHz, mas ainda preciso conferir se o meu tá assim).
  • 512M de memória DDR2
  • 2/4/8G de “HD”
  • Display de 7″

Essas são as specs “oficiais” do bichinho. Ele mede 22×16 centímetros e a altura é de 3 centímetros mais ou menos (altura sendo a ‘grossura’ do notebook). Ele não tem HD mecânico, o HD dele é o chamado Solid State Drive que é basicamente um HD feito com o mesmo material de Pen Drives e outros dispositivos flash. Ele tem uma entrada para cabo de rede ethernet 10/100 Mbit e também conectividade Wireless com uma Atheros 802.11g (que chega até 54 Mbit).

O Eee PC possui 3 entradas USB 2.0, uma saída VGA para se ligar em algum monitor ou projetor e um leitor de cartões SD/MMC que suporta SDHC (SD High Capacity, acima de 2G). Esse slot é mais útil para colocar um cartão e se guardar documentos e coisas assim que para ser realmente considerado um leitor de cartão (ele não lê o bastante de formatos para ser considerado um leitor ‘sério’ de cartões).

O sistema operacional padrão dele é o Xandros, uma distribuição Linux que com as alterações específicas feitas para ele fazem ele gastar de 15 a 20s do estado desligado até o ‘pronto para usar’. Eu gostei bastante da interface padrão, chamado easy mode. São algumas abas divididas em funções como “Navegar na Internet”, “Jogos”, “Estudo”, “Escritório” com grandes ícones para os programas. Bem intuitivo para quem nunca usou computador aliás. Ele tem uma opção que é o Full Desktop Mode que simplesmente instala o KDE para ser usado.

Eu tenho verdadeiro asco de KDE.

Então a primeira coisa que eu fiz foi remover o Xandros e preparar o disco para receber um linux de verdade como o Debian ou Ubuntu. Como eu estava sem paciência eu resolvi instalar o Ubuntu, mas só para notar que eu estava sem uma máquina Linux por perto para poder fazer um instalador USB. Para não perder a viagem, resolvi instalar a segunda partição do Eee PC com Windows XP.

Algumas pessoas vão se perguntar ‘mas porquê windows XP’. E eu respondo: eu pretendo testar World of Warcraft e mais alguns programas que só tem em Windows nele, antes de decidir se o Windows fica ou não.

Para instalar eu segui o guia desse site aqui. Dá para instalar usando apenas um Pen Drive de um giga, ao contrário de outros métodos que precisam de dois drives ou um CDROM externo USB ou coisa similar.

Resumo do que eu fiz com alguns pulos-do-gato que eu precisei sacar usando o método acima:

  • Baixe os programas que ele manda baixar (USB_PREP8, PeToUSB e Bootsect.exe)
  • Descompacte todos, leve o PeToUSB.exe para o diretório onde o USB_PREP8 foi descompactado
  • Execute o usb_prep8.cmd, isso é um script que vai executando as coisas na medida do necessário então não feche a janela dele até terminar e LEIA o que o guia diz.
  • Faça o que o guia diz com relação a janela do PeToUSB (quer dizer, deixa ela do jeito que ela abre sem mexer nas opções).
  • Depois do PeToUSB formatar o Pen Drive que vai ser usado para instalar o XP, deixe a janela dele lá, quietinha, e aproveite para fechar qualquer janela que o windows tenha aberto mostrando o seu Pen Drive depois da formatação.
  • Abra um outro ‘prompt’ (o guia diz como fazer isso) e execute o bootsect.exe com as opções lá. Lembre-se de mudar a letra do final para a letra do drive do seu Pen Drive (no guia está R: mas aqui em casa foi F:, entendeu?)
  • Depois deste passo a complicação acaba. Depois que o bootsect.exe tiver acabado (com a mensagem de sucesso) pode fechar este ‘prompt’ e a tela do PeToUSB, mas não a do USB_PREP8.
  • A janela do USB_PREP8 vai então mostrar uma lista de opções. Você tem de alterar a número um, quase nunca a dois, com certeza a três e então executar a quatro.
  • A opção um é onde está a fonte da instalação do Windows. Isso quer dizer apontar para onde está o CD de instalação do windows XP. Eu usei o mesmo que eu criei neste post aqui, com SP2 já integrado.
  • A opção dois é qual vai ser a letra do drive temporário que o script vai criar para copiar os arquivos. A opção padrão é T: e você só precisa mudar se você já tiver um drive T: (sabe-se lá porquê, ja ouviu falar em RAID?)
  • A opção três precisa ser mudada para falar a letra do drive onde está o seu Pen Drive (no meu caso era F:).
  • Depois de mudar isso tudo execute a opção 4, se nada der errado ele vai copiar uma quantidade imensa de arquivos para o disco temporário e depois perguntar se você quer copiar para o Pen Drive, responda “YES” para as próximas perguntas e você vai terminar com um USB bootável que serve para instalar o XP (em qualquer máquina, aliás, não só no Eee PC).
  • Coloque o Pen Drive no Eee PC, ligue e aperte F2 até entrar no Setup da máquina. Tem uma opção lá chamada “OS Installation” que pode ser mudada para “Start” e “Finished”. Eu não sei que diferença isso pode fazer, mas eu mudei para “Start” na hora de instalar e “Finished” quando eu terminei a instalação.
  • Fique apertando ESC durante o boot para o Eee PC mostrar a janela de seleção de boot. Escolha o Pen Drive (normalmente a segunda opção) e ele vai mostrar um menu com duas opções. Escolha a “Installation TXT Mode” (ou algo assim, o importante é ser o TXT mode antes).
  • Isso vai apresentar a tela de instalação normal do XP. Pulo do gato importante: se você vai particionar o disco, não deixe nenhuma partição sem utilização no disco, ou ele vai dar um erro na hal.dll que é um porre. O que eu fiz foi remover todas as partições (não tem nada importante nelas além do Xandros, claro) e criar apenas uma de 1.9G deixando o resto do espaço sem utilizar.
  • Pulo do gato dois: depois que a parte texto terminar e pedir para rebootar, você tem de dar boot pelo Pen Drive DENOVO e escolher a outra opção (“Installation in GUI Mode” acho, o importante é ser a GUI Mode) e ele vai continuar com o modo gráfico instalando.
  • Daí vem o maior pulo do gato, mesmo depois dessa instalação ter terminado, você tem de dar boot DENOVO em modo GUI pelo Pen Drive ou você vai sofrer com os erros na hal.dll.
  • Depois que você der o último boot e for para o Desktop e ver o menu Iniciar sem problemas, aí sim você pode remover o Pen Drive, mas não antes disso.
  • Sumarizando: Boot em TXT Mode pelo Pen Drive, Reboot em GUI Mode pelo Pen Drive e Reboot em GUI Mode pelo Pen Drive DENOVO. Lembre-se são DOIS boots em GUI Mode. LEMBRE-SE, SÃO NO TOTAL 3 BOOTS PELO PEN DRIVE.

Existem alguns tweaks para se fazer no XP para ficar melhorzinho. Os mais importantes são desabilitar completamente as ‘Page Files’ do Windows (arquivo de paginação) e os System Restore, que gastam espaço demais. Com essa instalação eu coloquei o XP em 1G, mas existem tutoriais na Internet para remover coisas e arquivos para aumentar o espaço. Eu não estou esquentando muito a cabeça porque a maioria das coisas que eu vou usar deve estar em um cartão externo.

Segunda feira vou seguir o guia do Blog Eee Brasil para instalar o Ubuntu – desculpa, o original é do tecnoclasta, foi mal aí. Nos próximos dias também devo adquirir peças para abrir o Eee PC e soldar uns componentes nele para colocar: GPS, Bluetooth e um Pen Drive interno de 4G para servir de segundo HD (e poder quem sabe instalar o Mac OS X Leopard para fazer um teste), conforme informações disponíveis nos ótimos wiki e forums do eeeuser.com.

intel

45 Comments »