As emocionantes aventuras de um sysadmin linux na procura pelo uptime perfeito!

Auto promoção sem vergonha

Posted: fevereiro 21st, 2010 | Author: coredump | Filed under: Cybermundo, Literatura | Tags: , ,

Vistem hoje mesmo a minha tentativa de ser mais legal que XKCD e menos chato que Malvados, mas igualmente mal desenhado.

http://meh.core.eti.br/

No caso deles, é escolha artística, no meu caso é falta de capacidade mesmo :)

intel

No Comments »

Resenha: Percy Jackson e os Olimpianos

Posted: setembro 18th, 2009 | Author: coredump | Filed under: Literatura | Tags:

E ae, eu e a Lilian acabamos de ler a série “Percy Jackson and the Olympians”. É uma série bem juvenil/young adult que tem recebido boas críticas, tipo comparando com Harry Potter e tal. O escritor é Rick Riordan e o primeiro livro da série virou filme e vai ser lançado em 2010.

Eu achei bem legal a história, os livros não são grandes, tem em média 350 páginas. Eu li o último volume ontem a noite das 20:00 as 01:00.

A história é mais ou menos assim: Percy Jackson é um semi-deus, mas só descobre isso quando tem 12 anos e está denovo sendo expulso da escola. Durante o primeiro livro ele descobre que os deuses do Olimpo ainda existem e continuam por ai fazendo filhos, e que esses filhos passam os verões num acampamento de férias onde treinam e aprendem a controlar os poderes e tal. O livro tem toda parafernália da mitologia grega: deuses, heróis, profecias, monstros sem pé nem cabeça (como a porra do porco com asa de morcego e o cavalo com traseira de galo, puta que pariu que porra louca esses gregos).
A aventura é bem legal também, bem escrita. O livro falha um pouco (e para mim) porque ele é escrito de forma bem simples, para o publico alvo dele mesmo, então ele não chega a ser denso como um Harry Potter onde os livros te emocionam, personagens morrem e você fica em depressão profunda e tal, mas mesmo assim é legalzinho. Então não é um problema do livro, eu que sou velho demais pra ele :P

Os livros:

  • O Ladrão de Raios
    • Apresenta o cenário dos livros e os personagens principais, envolve os três maiores deuses do Olimpo (Zeus, Poseidon e Hades) em uma trama para causar uma guerra
  • O Mar de Monstros
    • Os heróis tem de achar a ilha de Polifemo e o Velino de Ouro das lendas para salvar o acampamento dos half-bloods
  • The Titan’s Curse (não lançado aqui ainda)
    • A guerra começa a ficar mais próxima, e os heróis tem de lidar com um sequestro e a tal maldição
  • The Battle of the Labyrinth (não lançado aqui ainda)
    • O labirinto do minotauro e a história de Dédalo, pai de Ícaro, tem papéis importantes no livro
  • The Last Olympian (não lançado aqui ainda)
    • O final da série, com grandes batalhas e decisões. É um livrinho bem legal e que não se consegue parar de ler.

Fica a dica.

intel

PS: O porco voador realmente existe nos mitos gregos, chama Crommyonian Sow ou  Clazmonian Sow e eu não tenho a menor idéia de como traduziram isso, Teseu foi quem o enfrentou. O cavalo com traseira de galo é o Hippalektryon.

1 Comment »

Resenha: The Great Hunt

Posted: março 26th, 2008 | Author: coredump | Filed under: Literatura | Tags: , ,

Entrada na Library:

http://core.eti.br/library/robert-jordan/the-great-hunt-the-wheel-of-time-book-2/

O segundo livro da saga de Wheel of Time melhora bastante o número de tramas acontecendo ao mesmo tempo e apresenta alguns novos oponentes. O ritmo do livro é mais rápido que o do primeiro, mas ainda temos um protagonista-relutante e alguns coadjuvantes com pontas soltas.

A história começa exatamente onde o livro um parou, com alguns meses de diferença apenas, e se desdobra daí para uma caçada em busca de recuperar um importante artefato mágico roubado (The Horn of Valere), o nome do livro tem a ver com isso e também com o fato de que existe realmente uma Great Hunt for the Horn acontecendo em uma nação próxima. Com a separação dos grupos, começamos a observar dois diferentes grandes histórias acontecendo ao mesmo tempo: a busca pelo Horn of Valere empreendida pelos personagens masculinos (Rand, Perrin e Mat) e a chegada a Tar Valon das moças (Egwene e Nynaeve) para treinamento.

Reviravoltas e mais reviravoltas, desencontros e encontros com personagens do outro livro (como Donon, capitão do navio Spray), além da apresentação de um exército invasor completamente surtado (os Seanchan). Existe muita atenção dada as personagens femininas e o foco narrativo se desloca para longe de Rand (o protagonista) por vários capítulos até um fortuito reencontro. Para quem gosta de Moraine e seu Warden, Lan, é uma longa espera (ela não é muito presente no livro dois).

Continuo recomendando os livros e a série. Já estou lendo o livro três (The Dragon Reborn) e devo colocar uma resenha em breve. A não ser que eu não consiga o livro quatro em tempo hábil, daí eu vou enrolar para terminar o três :P (felizmente a Li já tinha previsto isso e o resto dos livros já está a caminho yay).

intel

No Comments »

Resenha: The Eye of the World

Posted: março 10th, 2008 | Author: coredump | Filed under: Literatura | Tags: , ,

Entrada na Library:

http://core.eti.br/library/robert-jordan/the-eye-of-the-world-the-wheel-of-time-book-1/

Desde muito eu fica na Livraria Cultura namorando os livros de Wheel of Time, só que eles nunca tinham o volume 1 e eu sempre esquecia de pedir, ou algo assim. Finalmente, mês passado consegui uma cópia do Eye of The World, Book 1 of the Wheel of Time, com o Larcher.

O livro lembra muito Tolkien em certas partes, e o autor disse em várias entrevistas que esta era mesmo a intenção deles. Dependendo de como você ler, pode até pensar que é uma cópia descarada. Mas as semelhanças só vão até um certo ponto. Wheel of Time tem uma política e sociedade mais complicada que LoTR e nada maniqueísta. Existem os bons, os maus, os anti-heróis e todas as shades of grey que fazem a história ficar interessante.

Wheel of Time foi planejado para 12 livros. Isso deixa espaço para o autor detalhar e muitas vezes super-detalhar certas coisas. Não fica chato em nenhuma hora e a história por enquanto não tem muitos side plots, o que é interessante. A leitura é fácil, mas eu não sei se foi traduzido então só posso falar do inglês.

Todo o conceito de Wheel of Time gira em torno da própria história cíclica do mundo. O mal (encarnado pelo Dark One) se levanta e os poderes da Light se encarregam de levantar um novo campeão (chamado Dragon) para lugar contra as forças do Dark One. Isso acontece a eras e eras. O livro se passa na terceira era (hmm, tenho de checar isso). Magia é a capacidade de certas pessoas ‘tocarem a True Source‘ e possui duas polaridades, uma mais fácil para mulheres e outra para homens. Quando a história começa, a parte masculina da True Source está envenenada pelo Dark One e só mulheres usam magia (os homens tem de ser ‘cortados’ da fonte quando são descobertos, pois eles enlouquecem e merda acontece).

A história tem suas horas épicas mas nada ainda no nível da Batalha nos Campos de Pelennor, até porque é a primeira parte de uma história gigantesca e intrincada. Além disso, estou lendo o segundo volume e a história ainda tem várias características de amadurecimento dos personagens e pelo que vi esta fase pode durar até o terceiro volume. Personagens principais ainda estão descobrindo suas histórias e habilidades e outros estão indo para treinamentos e similares.

Não se engane pensando que a história é devagar ou coisa assim, porém. Eu estou viciado nos livros e eles são realmente muito bons. Aparentemente, os plots se multiplicam pelos livros. Recomendo completamente. Eu estava sentindo falta de uma longa série para ler dese LoTR e Harry Potter. :P

Uma última nota, 11 dos 12 livros já foram lançados, mas Robert Jordan (o autor) morreu antes do 12º ficar pronto. Mesmo assim ele deixou notas extensas e bem detalhadas do que ele queria para o final, e a Tor Books contratou um outro autor (que a viúva do Robert Jordan escolheu pela semelhança de estilos) para escrever o último livro, A Memory of Light, que deve sair em 2009.

1 Comment »

Resenha: Ender’s Game

Posted: fevereiro 10th, 2008 | Author: coredump | Filed under: Literatura | Tags: ,

Entrada no Library: http://core.eti.br/library/orson-scott-card/enders-game/

Em português, Ender’s Game virou “O jogo do exterminador”. Eu achava que o pior título traduzido era “O Físico” (original: The Physician, sacou o falso cognato?) mas Ender virar Exterminador foi demais.

Ender’s é uma fantástica ficção científica. Fantástica mesmo, do tipo que tinha de virar filme e colocar no chinelo muito filmeco por aí. Eu acho que a história de Ender’s Game fica pau a pau com Blade Runner, e olha que eu acho Blade Runner assunto religioso indiscutível. Ender’s Game pode ser considerado ficção de nível médio, existem alguns conceitos científicos reais usados de forma exagerada mas nada de mirabolante demais.

A premissa do livro é o treinamento de uma criança (de 6 anos no início do livro) chamada Andrew para se tornar o novo general-estrategista da International Fleet, que é a frota de naves espaciais de guerra do planet Terra. O objetivo disso é lutar contra a invasão de alienígenas chamados Buggers em inglês. Alias, Buggers foi traduzido como Abelhudos. WTF! Na pior das hipóteses eles seriam Formigudos porque no próprio livro descreve-se os Buggers como “uma raça evoluída mas que mantém algumas características de sua origem parecida com formigas”.

Existe ainda uma história paralela ao treinamento de Ender, falando de seus dois irmãos que ficaram na Terra (o treinamento é feito em escolas que ficam em órbita terrestre). Valentine e Peter levantam algumas questões sobre política e as relações internacionais no mundo da Terra unida sob o medo de uma terceira invasão dos Buggers.

O livro é ótimo, recomendado de cabo a rabo. Além disso ele é só o primeiro livro de uma série de histórias envolvendo o universo criado por Orson Scott Card, Ender e derivados, mas pode ser lido stand alone sem medo de ficar com cara de interrogação no final se perguntando “cadê o final”.

intel

No Comments »